Uma inédita Ode juvenil de Catatau Vincennes

38 - Cópia

RdaS_Br_1945_Set_22_44

Do mundo foragidos, por ínvios trilhos e arvoredos,

Na solidão dos campos, renegados de conselhos,

Ledos corríamos, movidos só por húmidos segredos…

Na palha do gado copulávamos que nem coelhos…

Nossos semblantes, transpirados e vermelhos,

Irradiavam a felicidade dos amantes condenados!

Condenados, sim, perdidos, mas transpirados…

03a

E soíamos depois do mundo fugir sem receio,

E tomar autocarro, cavalos ou carroça sem freio

Buscando na dissipada linha do horizonte

Um país onde fôssemos, à vez, a água e a fonte;

E não estes dois renegados fugidos, a monte

Como vulgares contrabandistas, infectos bandidos…

Fujamos, Amada, até que do mundo sejamos esquecidos!

03a

89

Ilustração e fotografia do espólio particular de Catatau Vincennes, gentilmente cedidas por sua filha, Manga Vincennes, sem o conhecimento do poeta e pensador, o que ainda mais revigora os protestos desenfreados da minha gratidão. Défense de reproduction.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s