OUTRO SONETO INÉDITO DA POETISA E CANTORA LÍRICA MARCOLINA MARIA

05

Oh, tormentosa noite, sombria madrugada!

Ah, quiméricos sonhos, mortais pesadelos!

Oh, porra p’ra isto, acordei estremunhada!

Ah, que tenho o cruel mundo pelos cabelos!

 

Oh, se ao menos me desse a noite descanso!

Ah, mas não sei dormir pensando só em ti!

Oh, em amargo estado vivo e sem remanso!

Ah, dou voltas e voltas na cama e não te vi!

 

Oh, passam lentas e pesadas as horas frias!

Ah, recordando as cócegas que me fazias!

Oh, como tudo isso noite adentro é passado!

 

Ah, não consigo pregar olho, sou acordada!

Oh, desespero, levanto-me e como, revoltada!

Ah, vida mais triste do que triste é o fado!

 

Montréal, Estaleiros Navais, 26 de Março de 1970, intervalo do almoço.

04 - Cópia

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s